Uma coisa é a orientação sexual e a identidade de género, outra é a actividade da venda do sexo.
Este mito baseia-se na ideia da não naturalidade do desejo, da atracção e do afecto entre pessoas do mesmo sexo e, portanto, que pelo menos um dos envolvidos na relação somente existe para obter bens materiais.
É verdade que existem entre os homossexuais e bissexuais pessoas que praticam o trabalho sexual assim como no resto da população em geral.
Os defensores deste mito têm o objectivo de deslegitimar as relações afectivas entre pessoas do mesmo sexo, resumindo-as somente a uma transacção comercial. Verdade seja dita, há mais trabalhadores de sexo heterossexuais que homossexuais.


Saiba mais em  pdf
(235 KB)

Mitos-e-Factos(click na imagem para fazer download)